É certo que todo negócio queira aumentar as vendas, porém, isso é uma consequência direta do relacionamento com o cliente estabelecido pela sua equipe comercial. Logo, um dos primeiros passos para o crescimento da sua empresa é justamente saber como contratar um bom vendedor.

E para que você tenha o melhor profissional de vendas trabalhando a seu favor, redigimos este artigo com tudo que precisa saber para trazer a pessoa certa ao seu time. Vamos lá? Se você ficou interessado no assunto, então confira nossas dicas!

Mas, afinal, por que escolher um bom vendedor

Sabe quem representa a sua empresa na hora que um cliente chega? Sim, o vendedor. Por isso esse profissional precisa ser muito bom. A começar pelo relacionamento com o cliente. E quando falamos em se relacionar com o cliente, nos referimos a atendê-lo e oferecer aquilo que ele tanto procura.

Afinal, quando um cliente entra em seu estabelecimento, está determinado a comprar algo. Mesmo que seja aquela compra corriqueira, ele pode estar disposto a querer levar algo novo, diferente do habitual.

Por exemplo: imaginemos que uma pessoa semanalmente leve algum tipo de vinho. Um bom vendedor perceberá isso a ponto de oferecer ao cliente as demais opções existentes na adega, fidelizando-o e aumentando as vendas.

Características essenciais na hora de contratar um vendedor bom

Ok, mas como escolher o vendedor ideal para trabalhar na sua empresa? Algumas características devem ser levadas em conta na hora de contratar um funcionário. Trazemos aqui as principais delas.

Ser uma pessoa proativa

O cliente, ao comprar na sua loja, precisa sair de lá com a sensação de que teve uma ótima experiência. Por essa razão, o vendedor deve ser proativo!

Alguma vez você já foi abordado por um vendedor que não parecia ter muito interesse pelo que você procura na loja e sequer sorria? Se passou por isso, deve ter sido uma experiência ruim, e o mesmo pensariam seus clientes. Por isso, seu profissional de vendas precisa estar sempre disposto e sorridente na hora de atender.

Saber ouvir o cliente

Porém, atender bem não basta. Como dissemos, o bom vendedor precisa saber o que o cliente quer e, para isso, deve ouvi-lo bem.

Quem trabalha com vendas deve ter em mente que os clientes, volta e meia, não dirão exatamente o que procuram, mas sim a necessidade que precisam suprir. Vejamos um exemplo:

Cliente: Quero comprar cerveja.

Vendedor: Pois, não. Aqui está a seção de bebidas. Procura alguma marca ou sabor específico?

Cliente: Sim. Quero comprar para meus amigos e eu. Como um deles não costuma beber, não sei que tipo de cerveja levar.

Vendedor: Por que não leva esta embalagem de cerveja para o grupo e esta outra de cerveja sem álcool para o que não tem o hábito de beber? Aproveite que as duas estão na promoção.

Ser paciente

Como pôde ver no exemplo acima, o vendedor, muitas vezes, precisa estar atento para descobrir o que o cliente realmente quer. Para isso, é preciso paciência.

Quem trabalha com vendas deve saber que todo cliente tem o seu momento ideal de compra e é preciso identificá-lo ao atendê-lo. Algumas vezes ele estará determinado a já comprar, em outras ainda não. O vendedor precisa saber disso e respeitar, porém, ele deve ter uma boa argumentação. E por falar nisso…

Ter poder de argumentação

O papel do vendedor é vender, portanto, é isso que ele deve ter em mente quando estiver atendendo a um cliente. Por isso, tudo que disser precisa ser voltado a fazer o cliente comprar. Mesmo que não seja na hora, é importante que o profissional de vendas deixe nele uma razão para voltar e comprar depois.

Ter ética no trabalho

Seu estabelecimento certamente tem uma ética de conduta que todos os funcionários devem seguir. E como o vendedor é o representante da sua empresa de maior destaque ao público, é ele quem mais deve seguir essa ética.

Por essa razão, o bom profissional comercial acaba sendo um exemplo para os demais de quem eles devem se espelhar para executar um trabalho cada vez melhor dentro da empresa. Leve isso em consideração na hora da contratação ao invés de focar apenas nos números que ele poderá lhe trazer.

Compartilhar os valores da empresa

O mesmo precisa ser aplicado para os valores da empresa. Sabe quem deve ser o fã número um da sua empresa? Não é você e tampouco o cliente, mas sim o vendedor!

Afinal, para vender qualquer produto seu, ele deve acreditar — mais que qualquer outra pessoa — que ele é sensacional e certamente atenderá a necessidade que o seu cliente tem. Se sua empresa tem como valor o atendimento, seu vendedor deve ser o mais prestativo de todos. Se for o relacionamento com o cliente, ele precisa ser superengajado.

Ter conhecimento técnico

Certamente o vendedor também deve conhecer bem os produtos que a sua loja oferece. Assim, toda vez que um cliente tiver dúvida e fizer uma pergunta mais específica, ele poderá responder no ato e convencê-lo a comprar.

O mesmo vale para os equipamentos e sistemas que o estabelecimento usa. Afinal, imagine um dia em que a loja esteja cheia por conta de uma promoção e o próprio vendedor tenha de operar o sistema para o cliente fazer a compra.

Ser comprometido

Todo vendedor tem meta e toda meta está amarrada a algo maior: o objetivo da empresa. Assim sendo, para garantir seu posto de trabalho, ele sempre correrá atrás da meta, mas é importante que saiba o quão valorosa essa entrega é para a empresa.

Por exemplo: se uma rede de supermercados estabelece o objetivo de dobrar o faturamento no semestre corrente, os vendedores precisarão trazer mais receita para o caixa. Assim sendo, mesmo tendo a meta individual como objetivo, seu desempenho poderá ser maior.

Tendo em conta essas características, você saberá como contratar um vendedor para a sua empresa que traga os resultados que você tanto espera. E para que o seu estabelecimento continue tendo sucesso, continue nos acompanhando! Aliás, que tal ter conteúdos nossos diretamente na sua caixa de e-mail? Assine agora mesmo a nossa newsletter para recebê-los!

Escreva um comentário

Share This