Para que os processos de compra de produtos e as estratégias de venda deles no seu estabelecimento corram bem, é preciso realizar uma boa gestão de estoque. Afinal, erros como adquirir itens demais, falta de organização de espaço no armazém, perda de bens por causa da validade, por terem estragado ou saírem de uso podem trazer graves prejuízos ao seu negócio.

Portanto, para alcançar suas metas e objetivos, é fundamental adotar as práticas adequadas de gerenciamento de estoque. E aqui, neste artigo, trazemos as principais que você pode começar a executar o quanto antes.

1. Escolha o tipo de gestão de estoque

O primeiro passo para a gestão consiste em responder a seguinte pergunta: você sabe qual processo de estoque é o melhor para a sua empresa? Existem dois tipos:

Revisão contínua do estoque

Esse procedimento é aplicado quando você solicita a mesma quantidade de itens a cada pedido. Por isso, é necessário monitorar os níveis de estoque, pois sempre que a quantidade de um produto estiver abaixo do nível adequado, é necessário reabastecer a unidade de armazenamento.

Revisão periódica do estoque

É executada quando você solicita produtos ao mesmo tempo. Ao fim de cada período é preciso determinar quantos itens devem ser ordenados, tomando como base a quantidade existente.

2. Faça um planejamento

Embora controle de estoque tenha viés operacional, é essencial fazer um planejamento cujas ações vão de encontro aos objetivos da empresa.

Portanto, o planejamento deve englobar tudo: desde o momento em que o pedido é feito até a contagem de cada item no seu estabelecimento ou armazém. Use indicadores para fazer esse monitoramento.

3. Acompanhe os indicadores de desempenho

Indicadores de desempenho são utilizados para tornar visíveis os resultados das operações. Dessa forma, fica mais fácil compreender os trabalhos de rotina envolvendo o estoque, além de coletar dados essenciais para o planejamento, tomada de decisão e desenvolvimento de novas estratégias.

Os principais indicadores são:

  • composição de inventários;
  • controle de perdas de itens;
  • extravio de produtos;
  • itens desperdiçados ou deteriorados;
  • recorrência de pedidos;
  • conversão em vendas.

4. Organize o estoque

Organização é fundamental para ter uma gestão de estoque eficiente, tanto no espaço em que os itens são armazenados quanto na forma como eles são ordenados.

Uma forma de aumentar a produtividade é organizando os materiais que têm maior saída próximos da área de expedição, pois eles precisam ficar mais acessíveis.

Trate também de padronizar os cadastros dos itens. Você pode, por exemplo, criar códigos e descrição para cada um, de modo a evitar duplicidades, além de facilitar a filtragem deles em seus registros.

É válido lembrar que o nível do seu estoque é definido de acordo com o tamanho do seu negócio. Por exemplo: um supermercado que mantém os itens num armazém e precisa levar produtos frescos às gôndolas não trabalha da mesma forma que uma loja de roupas que tem o depósito nos fundos do estabelecimento.

Portanto, em via de regra, é recomendável manter os níveis baixos, a fim de reduzir os custos operacionais. Assim, o fluxo de caixa cresce, uma vez que ele não é afetado pelo preço de manter o estoque por períodos longos de tempo.

5. Faça contagem dos ciclos

Um programa de contagem de ciclo também deve ser implantado levando em conta os seguintes fatores:

Frequência de contagem dos produtos

No que diz respeito ao recebimento e entrega dos itens, estabeleça a quantidade de contagem desses ciclos que sua equipe pode fazer por ano.

Estratégia na contagem dos produtos

Assim que você tiver definido a frequência de contagem, o próximo passo é dividir o estoque por locais, categorias, itens, valores, entre outros.

Encarregado da contagem dos produtos

Uma pessoa deve ficar responsável por executar o sistema de contagem do ciclo.

6. Implemente controle de qualidade

Ter um controle de qualidade é de suma importância e, por isso, deve ser executado o quanto antes. Afinal, ele pode deixar as equipes envolvidas mais capacitadas o que, consequentemente, traz melhorias e crescimento ao negócio.

O primeiro passo é fazer uma lista de checagem para conferir todos os procedimentos a serem feitos pelas equipes envolvidas na gestão do estoque. Para isso, deixe uma pessoa encarregada de examinar pontos como:

  • tamanho e estilo do produto que devem corresponder ao que foi pedido;
  • sinais de quebras, furos e danos no ato do recebimento.

Uma vez que todos os envolvidos trabalhem em prol do mesmo objetivo, a qualidade, consequentemente, aumenta. Por exemplo: se o fornecedor entregar um produto que não vá de encontro à qualidade esperada pelo cliente, todos os membros da empresa saberão que aquele item jamais deve chegar à prateleira.

7. Integre o estoque às outras áreas

Essa área influencia diretamente os resultados dos outros setores e vice-versa. Por isso, integrar os departamentos é uma forma de deixar ainda mais eficiente a gestão de estoque.

Uma vez que os times atuantes nos pontos de venda identifiquem o ciclo de saída dos produtos, eles podem ajudar o departamento de compras para adquirir mais daqueles itens, além de posicionar aos que trabalham no estoque que fiquem atentos à reposição. E isso nos leva à última dica deste artigo.

8. Tenha bons estoquistas na sua equipe

Quem trabalha com gestão de estoque precisa ter o preparo para operar as ferramentas disponíveis, além de ter um entendimento total do sistema.

Para isso, é necessário que eles passem por treinamentos técnicos e práticos a fim de compreender bem todos os processos. Isso deve ocorrer sempre que contratar um funcionário novo para a equipe.

Porém, não basta treinar o time somente uma vez e ponto final. Também é fundamental que você acompanhe a desenvoltura dos estoquistas. Realizar treinamentos recorrentes— trimestrais, semestrais ou anuais — para aumentar a performance e os resultados da equipe de estoque também é uma ideia válida.

Seguindo essas práticas, você poderá deixar mais eficiente a gestão de estoque da sua empresa. Aliás, você já aplica alguma delas no seu negócio? Executa alguma que não listamos aqui neste artigo? Então, conte pra gente! Deixe um comentário e nos diga como tem sido a sua experiência.

Escreva um comentário

Share This